Desisti do amor.

Já vos consegui prender a atenção pela afirmação do título?

Então agora guardem mais 3 minutos dessa atenção para o seguinte:

Ninguém desiste do amor por si só, mas tem o direito de se cansar e 
escolher viver por si, para si com os seus.

Não se pode desistir, ou pelo menos não se deve desistir do amor-próprio, 
do amor pelos amigos do peito, do amor pela família sejam os intervenientes 
desse amor mais ou menos imperfeitos...

Mas deve-se desistir do amor sem dignidade. O amor que originam citações 
sofridas com fundos de imagens inspiradores ou magoadas. O amor-ódio.
O amor-maldade. O amor que tira mais do que dá.

Deixar para trás o amor de quem não é merecedor é uma dádiva. 
(A)larguem esses laços do coração e dêem amor a quem vos paga com amor.

Por agora fico-me pelo amor próprio, pelo amor amigo e pelo amor à vida 
esteja eu sozinha ou acompanhada.

signature

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s