Os imprevistos.

Não é a vida um conjunto de imprevistos? Ela avança com os bons e maus fortuitos que nos vão acontecendo.  Mesmo quando tentamos planear algo a imprevisibilidade disso se tornar realidade é tão incerta quanto o dia-a-dia.

Podemos tomar rotinas como certas, mas a qualquer segundo o previsto pode tomar proporções não traçadas.

E que tal acontecer algo ou conhecer alguém que tem tanto de imprevisto como de coincidência pela beleza de simplesmente surgir?

E que tal andar pelo caminho menos conhecido, pelo desconfortável. Ver o outro lado da moeda da nossa realidade? Dar um passo sem expectativas concretas, mas esperando pelo melhor.

E se mesmo assim com o imprevisto chegar algo não tão bom, talvez o melhor é aceitar que a imprevisibilidade pode ser madrasta e tanto nos dá como tira.

Aceitemos a imprevisibilidade como o facto de estarmos vivos.

signature

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s